Do que precisa uma criança para aprender a ler?

As crianças que se tornam leitores bem-sucedidos geralmente foram estimuladas com várias atividades de promoção da linguagem e da literacia muito antes de iniciar a escola.

O envolvimento em atividades de leitura em voz alta é muito importante para bebés e crianças de qualquer idade, uma vez que os expõe a palavras e sons; promove o contacto ocular com imagens e permite treinar conversas com o leitor sobre a história lida.

A leitura em voz alta, na qual o adulto deve estar o mais envolvido possível, introduz os bebés ao mundo da linguagem e da aprendizagem e cria uma excelente oportunidade para fomentar as relações seguras entre o adulto e a criança.

As crianças vão assim aprender a ler, e a gostar de ler, pela proximidade física com o adulto e pelas trocas de linguagem lúdica. E é desta forma natural e afetuosa que se inicia precocemente o prazer pela leitura através da observação dos desenhos dos contos e pela escuta das histórias narradas pelo adulto.

Para isso, é importante que, desde cedo, a criança tenha à sua disposição livros que a incitem e estimulem, sendo necessário escolher livros dentro dos interesses da criança, mas tentando ao mesmo tempo alargar os seus gostos para que leiam histórias que permitam dar largas à imaginação.

As crianças mesmo antes de iniciarem a aprendizagem formal da leitura e da escrita, adquirem diversos conhecimentos:

  • Como segurar um livro (conhecer a frente e parte de trás do livro);

  • Como virar as páginas;

  • Que as letras são escritas e lidas da esquerda para a direita;

  • Que as páginas são lidas de cima para baixo;

  • Sobre letras e palavras;

  • Sobre os ritmos da linguagem;

  • Sobre a história que o livro retrata;

  • Que a linguagem é lúdica.

São vários os benefícios da exposição precoce a livros:

  • Vocabulário – as crianças que compartilham regularmente livros ilustrados com os seus cuidadores aprendem mais palavras do que as crianças com menos experiência de leitura de livros.

  • Funções da escrita/impressão – as crianças verificam que as impressões servem múltiplas finalidades.

  • Consciência fonológica – reforça a capacidade de a criança se concentrar sobre os sons da língua e melhorar a memória que tem dos mesmos.

  • Desenvolvimento social – a criança sente a presença do leitor como reconfortante, favorecendo uma ligação emocional de segurança.

Vários estudos comprovam que grande parte dos problemas na aprendizagem da leitura e da escrita nas crianças podem ser atribuídos ao pobre desenvolvimento linguístico, pois as capacidades de ouvir, falar, ler e escrever desenvolvem-se de forma simultânea e interrelacionada.

As crianças aprendem a ler e a escrever através do envolvimento ativo com o seu ambiente, por isso cabe ao adulto proporcionar-lhes momentos de aprendizagem que podem ser tão simples quanto virar as páginas de um livro.

Por isso, leia com as crianças, porque “uma criança que lê será um adulto que pensa.”

“If one cannot enjoy reading a book over and over again, there is no use in reading it at all.”
Oscar Wild

Artigos recentes

Categorias

Etiquetas

2019-01-09T17:07:41+00:00
CERsolidário